O que são

cistos renais?

Cistos renais: causas, sintomas e tratamento.

Cistos renais podem causar sustos, mas na grande maioria das vezes são problemas simples e nem sempre necessitam de tratamento.

Por Dr. Edibert MelchertDr. Marcelo Schneider Goulart, urologistas

É relativamente comum durante exames de rotina encontrar, por acaso, cistos nos rins, muitas vezes sozinhos em apenas um dos rins, mas outras vezes podem ocorrer nos dois rins e serem múltiplos. Apesar de causar certa apreensão por parte dos pacientes que chegam no consultório com o exame em mãos, a imensa maioria dos casos tem comportamento benigno e sequer requerem qualquer tipo de tratamento.

Por que os cistos renais ocorrem?

A grande maioria dos casos de cistos renais são ditos esporádicos, ou seja, ocorrem "por acaso" sem qualquer causa específica. Alguns cistos, contudo, podem ter origem genética e estarem relacionados com uma "herança biológica" da família, nesta situação podem ocorrer múltiplos cistos em ambos os rins e até em outros órgãos. Independente de serem esporádicos ou estarem relacionados a um problema familiar, os cistos ocorrem por uma falha na decodificação de uma proteína presente em células que fazem parte do rim, os genes responsáveis por essa proteína desaparecem e com isso as células perdem esta ferramenta trazendo como consequência a formação de bolhas de líquido no parênquima renal.

O que se deve fazer após descobrir um cisto no rim?

Quando, durante algum exame de rotina, é descoberto um cisto renal, o primeiro passo é levar o exame para um urologista. Cistos renais precisam ser avaliados e classificados. Em sua grande maioria, os cistos possuem conteúdo líquido homogêneo, paredes finas e regulares e são, portanto, classificados como cistos simples. Em raros casos os cistos podem conter elementos incomuns como conteúdo heterogêneo, septos, calcificações ou paredes espessadas, estes cistos são ditos "complexos" e podem necessitar de exames mais detalhados.

Quais os sintomas causadas pelos cistos renais?

Em geral cistos renais não doem, eles são achados "ao acaso" em exames solicitados por outras razões ou de rotina. Há situações em que, mesmo sendo benignos, os cistos podem incomodar. Cistos volumosos, com tamanhos maiores que 10 cm, ou localizados próximos do sistema coletor de urina, podem causar dor como uma cólica renal. Outros cistos podem se romper espontaneamente ou apresentar sangramento em seu interior, eventualmente causando sangramento na urina.

Os cistos nos rins podem causar câncer?

Uma vez classificados, os cistos são divididos em categorias. A maioria dos pacientes possuem cistos de categorias I e II, ou seja, são benignos e sem risco de malignidade. Cistos enquadrados nas classificações III e IV são chamados de complexos e apresentam sinais de suspeição. Nestes casos a recomendação é de que sejam removidos e analisados para descartar qualquer risco de malignidade.

Como é feito o tratamento de cistos no rim?

Cistos esporádicos, pequenos e que não causam nenhum sintoma devem ser acompanhados no consultório com o urologista. Uma parte destes cistos pode crescer ao longo da vida e se tornarem grandes ou sintomáticos. Cistos muito grandes, que comprimem o rim ou outros órgãos e causam dor ou outros sintomas devem ser tratados. As opções de tratamento dependerão do tamanho e da localização. Cistos podem ser aspirados e esclerosados com a injeção de substâncias em seu interior, essa técnica possui uma maior chance de recidiva com o tempo. O tratamento mais efetivo e com melhor recorrência é a remoção por videolaparoscopiaSaiba mais sobre o tratamento videolaparoscópico dos cistos renais em nosso serviço de urologia em Florianópolis-SC.

Copyright © 2019 EndoUro

contato@endouro.com.br

Diretor Técnico Médico - Dr. Waltamir Horn Hulse - CRM/SC 4265